Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Vitamina C

05.06.14

 

 

A Vitamina C é um nutriente essencial para o bom funcionamento do nosso organismo, nomeadamente no que diz respeito ao fortalecimento do nosso sistema imunitário, regulação do metabolismo e formação de tecidos. Contudo, é importante ter consciência que a Vitamina C em excesso pode ter consequências nefastas como, por exemplo, contribuindo para distúrbios intestinais, anemia e aumento da fragilidade perante problemas de saúde como gripes, bronquites e pneumonias. 

Mais uma vez volto a relembrar que uma alimentação saudável se baseia não só na quantidade de calorias ingeridas como também na quantidade de nutrientes, sendo por isso importante respeitar as doses diárias recomendadas. Não se esqueça que até o melhor alimento se pode tornar nefasto para a nossa saúde quando consumido em excesso!

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

A Ortorexia é uma perturbação do comportamento alimentar que leva as pessoas a desenvolver uma constante preocupação relativamente à pureza dos alimentos que ingere. Assim sendo, se inicialmente as pessoas apresentam apenas alguma restrição alimentar, com o passar do tempo essa restrição começa a ser elevada contribuindo para grandes carências nutricionais.

Geralmente, as pessoas que sofrem de ortorexia apresentam sinais como o facto de se preocuparem em comer apenas alimentos saudáveis, culpabilizando-se cada vez que "fogem" desse regime, lêem com máxima atenção os ingredientes de todos os alimentos e querem constantemente perder peso.

Apesar de ser uma perturbação do comportamento alimentar conhecida recentemente, sabe-se que a ortorexia provoca graves estados de euforia e ansiedade, tal como outros problemas de saúde mais graves relacionados com a grande restrição nutricional.

 

Relembro que perder peso é possível de forma equilibrada e comendo de tudo um pouco nas quantidades adequadas, basta ReEducar os seus hábitos. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Até agora tenho dado algumas dicas contra o desperdícios daquelas frutas cuja nossa imaginação tem maior dificuldade em aproveitar de forma útil. Por isso, hoje trago-vos uma sugestão para o aproveitamento total dos vegetais que utiliza nas suas sopas ou refogados!

 

1. Caldo de Legumes

Junte todas as cascas dos legumes que utiliza em vários pratos num tacho com água e deixe ferver. Quando o caldo tiver um aroma intenso e cor amarelada, desligue o fogão e deixe repousar. Retire as cacas e filtre o caldo para dentro de covetes de gelo. Leve ao congelador e utilize para dar mais sabor (de forma mais saudável) aos seus cozinhados. (Diga não aos caldos de compra cheios de sal e produtos químicos!)

 

2. Chá de Casca de Cebola

Porque não utilizar a casca da cebola que utilizou ao jantar para fazer um chá de casca de cebola? Lave bem a casca da cebola e deixe-a ferver em água. O chá de casca de cebola é bom para problemas de gargante, nomeadamente rouquidão, dores de garganta ou mesmo quando se fica totalmente afónico.

 

3. Crocantes de Batata

Lave bem as cascas. Disponha a casca de batata cortada em pequenos pedaços num tabuleiro com papel vegetal. Tempere-as com óregãos, pimenta e pouco sal. Sirva como entrada do seu almoço ou jantar e verá como toda a gente vai gostar!

 

Junte o útil ao agradável e desfrute o mais que poder dos vegetais que utiliza no seu dia-a-dia. Não se esqueça que existem muitas pessoas no Mundo que não fazem sequer uma refeição por dia. Não desperdíce!

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Gostava de perder peso sem recorrer a produtos quimícos que prejudicam a saúde e, muitas vezes, volta a recuperar o peso que tinha e mais uns quilinhos extra?!

Só existe uma maneira de conseguir perder peso de forma saudável e equilibrada: aliando a prática moderada de actividade física a uma alimentação saudável. A força de vontade e determinação é o principal factor para quem quer, de facto, emagrecer. Mas atenção! Volto a relembrar que tanto a actividade física como a alimentação devem ser adequadas à pessoa que a pratica, não podendo fazer aquilo que a sua amiga faz, "só porque com ela resultou".

 

Do que está à espera?! Coragem!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

 

Surgiu recentemente nos supermercador portugueses Água de Coco. Mas será que beber água de coco é uma boa opção?

Sem dúvida!

A Água de Coco da Luso tem cerca de 23Kcal por 100ml, tem um elevado poder saciante e ajuda a hidratar (podendo ser um grande aliado daquelas pessoas que não gostam de beber água). Esta bebida pode ser um grande aliado dos desportistas, uma vez que ajuda a repor mais rapidamente do que a água os níveis de hidratação e os minerais perdidos através da urina e do suor. Por outro lado, o facto da água de coco ser rica em potásio torna-a ideal no combate a cãibras e na melhoria do desempenho físico. Além disso, esta bebida ajuda também ao bom funcionamento dos intestinos, pois é rica em fibra; tem um grande poder diurético e desintoxicante (ajudando a limpar as toxinas do nosso organismo). 

Mas atenção! A água de coco tem calorias, razão pela qual não deve ser consumida sem limites! Não é aconselhável o consumo de mais de três copos de água de coco para pessoas que tenham problemas de rins ou sejam diabéticas. 

 

Do que está à espra? Vá já comprar a sua água de coco e desfrute dos seus benefícios com conta, peso e medida. (E não, eu não ganho nada por recomendar agua de coco da luso!)

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

A pergunta que se coloca é: "Mas afinal qual das duas é mais saudável?"

E aqui temos uma grande discussão à cerca deste assunto, sendo que ambas têm vantagens e desvantagens. Para começar, quer a margarina quer a manteiga, apresentam valores calóricos de 600 a 700 kcal/100g  (aproximadamente 70 a 80% de gordura) - valores estes extremamente elevados. A grande diferença entre elas está no tipo de gordura, pois a margarina é composta por gordura vegetal (proveniente de óleos vegetais como o de soja ou amendoim), enquanto a manteiga é uma gordura de origem animal obtida através da nata do leite. 

Durante vários anos, as margarinas eram compostas por ácidos gordos trans (os piores ácidos gordos de todos), situação que tem vindo a ser melhorada e já existem margarinas sem ácidos gordos trans (os chamados cremes vegetais). Desta forma, a mateiga é uma gordura rica em ácidos gordos saturados e colesterol, enquanto a margarina é rica em gorduras insaturadas. 

Respondendo à questão inicial, em termos de saúde, a escolha de margarinas isentas de ácidos gordos trans poderá trazer benefícios, nomeadamente no que diz respeito ao controlo do mau colesterol. Mas atenção! Até as margarinas vegetais isentas de trans devem ser consumidas com moderação pois são extremamente calóricas e, de qualquer forma, não deixam de ser uma gordura.

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

1. Comer Fruta À Refeição Engorda!

Mentira! Uma peça de Fruta tem as mesmas calorias quando é ingerida nas refeições ou fora delas, por isso comer uma peça de fruta à refeição "engorda" tanto quanto comer uma peça de fruta entre as refeições!

 

2. Os Alimentos Integrais Não Engordam!

Mentira! Optar por consumir alimentos integrais deve-se essencialmente ao facto destes terem mais fibra o que favorece o trânsito intestinal, controla os níveis de glicémia e provoca uma maior sensação de saciedade. Contudo, a diferença calórica entre os alimentos integrais e os alimentos não integrais não é significativa, logo os alimentos integrais engordam tanto quanto os outros. O que ocorre aquando da ingestão de alimentos integrais é que acabamos por comer menos quantidades do alimento (devido à fibra) e, dessa forma, não ingerimos tantas calorias.

 

3. Não Jantar Emagrece!

Mentira! O facto de se saltar a refeição do jantar não significa que isso nos ajude a perder peso pois, ao fazê-lo, iremos estar mais horas em jejum e iremos ter tendência em fazer "assaltos ao frigorífico" durante a noite, fazendo alguns erros alimentares.

 

4. Os Produtos Light Não Engordam!

Mentira! Um produto light é um produto que tem menos gordura do que o original, mas isso não significa que possamos consumir maiores quantidades desses produtos pois estes não são isentos de calorias nem gorduras. 

 

5. O Azeite Não Engorda!

Mentira! O facto de o azeite ser considerado uma gordura saudável deve-se às grandes quantidades de antioxidantes que este tem na sua composição que são benéficas para o sistema cardiovascular. Mas atenção! O azeite, apesar de ser preferível, deve ser consumido com moderação pois uma colher de sopa (aproximadamente 10g) contém 90kcal.

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

O seu filho pede-lhe constantemente aqueles iogurtes infantis que passam na televisão? Tem por hábito dar ao seu filho iogurtes para crianças?

 

Aqui está uma preocupante realidade! Somos todos os dias tentados a comprar iogurtes infantis para os mais pequenos porque, de acordo com aquilo que nos é dito, têm uma série de nutrientes que os ajudam a crescer mais fortes e saudáveis... Mas a realidade é bem diferente! Os iogurtes infantis contém elevadas percentagens de açúcares e gorduras, para além de serem compostos por vários corantes, conservantes e aromatizantes. Assim sendo, tendo em conta que as crianças podem começar a comer iogurtes por volta dos 6 meses, deve-se ter em conta que os intestinos dos mesmos ainda não estão preparados para receber estas substâncias, podendo o consumo destes iogurtes provocar cólicas abdominais e disfunções intestinais. 

Por outro lado, as crianças não devem ser habituadas a consumir alimentos muito doces, pois caso isso aconteça irão consumir mais açúcares na sua futura vida adulta, o que lhes poderá trazer vários problemas de saúde!

 

Desta forma, deve dar ao seu filho iogurtes naturais não açucarados. Estes iogurtes são bem mais equilibrados do ponto de vista nutricional, proporcionando aos mais pequenos uma vida mais saudável no futuro. Acredite, os iogurtes infantis não tornam o seu filho mais forte, bem pelo contrário!

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Ao longo do tempo, tem vindo a ser crescente a importância que se dá ao papel da água na nossa vida, principalmente na nossa saúde, uma vez que a água é um elemento essencial à vida. Mas será que todas as águas nos trazem os mesmos benefícios? Na realidade não. 

Já alguma vez olhou bem para o rótulo da água engarrafada que bebe? E já o comparou com outras águas?

Pois é, a verdade é que muito pouca gente sabe que se deve ter muita atenção ao pH da água engarrafada que ingerimos pois este pode influenciar fortemente a nossa saúde!

Como foi mencionado anteriormente aqui, alimentos com pH mais ácido provocam uma acidificação do nosso sangue (cujo pH habitual se encontra situado entre os 7,35 e os 7,45), que poderá trazer problemas graves de saúde, nomeadamente dificuldade de excreção nos rins, retenção de liquídos e aumento da deposição de gordura. 

Tendo em conta todos estes factores, fiz uma análise ao pH de várias marcas de águas engarrafadas, umas nacionais e outras importadas, chegando aos seguintes resultados:

  • Vitalis: pH=4,7
  • Caldas de Penacova: pH=5,3
  • Vimeiro: pH=5,88
  • Pingo Doce: pH=5,9
  • Luso: pH=5,91
  • Fonte da Fraga: pH=6,03
  • Amanhecer: pH=6,33
  • Aguarela do Mundo de São Martinho: pH=6,42
  • Auchan: pH=6,42
  • São Silvestre: pH=7,13
  • Evian: pH=7,2
  • Jana: pH=7,54

Resta-me apenas sugerir, mais uma vez, que tenha em atenção os rótulos e que faça comparações... Na hora de comprar água engarrafada tente sempre escolher a que tiver o pH mais próximo do pH do sangue para que consiga garantir o bem-estar do seu organismo. 

E não se esqueça: é importante beber diariamente, no mínimo, 1,5L de água!

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Vários estudos feitos recentemente confirmam que as pessoas que sofrem de perturbações do sono têm maior tendência a engordar, uma vez que quem dorme menos de cinco horas por noite sente mais fome e ingere maiores quantidades de alimentos. Geralmente, quem se vê privado das horas de sono tem mais tendência a comer alimentos salgados, doces e fritos, ou seja, comete mais excessos alimentares que irão contribuir para um ganho significativo de massa gorda.

A diminuição do tempo de sono ou a falta de qualidade do mesmo leva a uma modificação hormonal caracterizada pelo aumento da Grelina (hormona que estimula o apetite) e pela diminuição da Leptina (hormona que envia mensagens ao cérebro dizendo que a pessoa está saciada). Desta forma, este descontrolo hormonal leva muitas vezes ao aparecimento da obesidade. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


Mais sobre mim

foto do autor


Marcação de Consultas e/ou Esclarecimento de Dúvidas

diana.educacaoalimentar@gmail.com