Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

 

A doença celíaca é uma doença que danifica o sistema digestivo e o intestino delgado. Esta doença crónica caracteriza-se pela intolerância do organismo a uma proteína denominada por glúten, o que faz com que os doentes celíacos não podem comer produtos com glutén. Esta doença é genética e os seus principais sintomas são: distenção e dor abdominal, diarreia crónica ou prisão de ventre, vómitos, perda de peso, anemia, depressão ou ansiedade, alteração do ciclo menstrual, aftas recorrente e dores ósseas ou articulares. Quando uma pessoa não sabe se é intolerante ao glutén deverá pedir ao médico para fazer análises ao sangue e às fezes, de forma a que se confirme a má absorção de alimentos. 

Um doente celíaco está extritamente proibido de consumir produtos como: farinha de trigo, de aveia e de centeio, pão, bolos e bolachas, massas, iogurtes com cereais, farinheira e alheira, delicias do mar, pizzas, lasanhas e canelones. Contudo, existem ainda outros alimentos que podem conter na sua composição glutém e com os quais os doentes celíacos devem ter algum cuidado antes de os consumir. Actualmente, são mais que muitas as ofertas que existem nas superficies comerciais para doentes celíacos, sendo que já existe no mercado lojas que vendem os produtos tradicionais como o pão ou as massas sem glutén. 

Por fim, existem alimentos que estão isentos de glutén e que podem ser consumidos "à vontade" pelos doentes celíacos, como é o caso da batata, arroz, milho, carne, peixe, ovos, fruta, vegetais, leguminosas, queijo fresco, iogurte natural, requeijão, azeite e óleo vegetais, água, vinho, chá, especiarias e ervas aromáticas.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Marcação de Consultas e/ou Esclarecimento de Dúvidas

diana.educacaoalimentar@gmail.com