Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




 

A primeira coisa que deve ser referida é o facto de, quando alguém pertende perder peso, só o consegue mudando hábitos alimentares e estilos de vida, sendo por isso necessária determinação e motivação. Se o fizer, terá certamente resultados positivos!

Agora a pergunta que se coloca é: "E quando atingir o peso que desejava, o que faço?"

Pois bem, aí começam novamente as dores de cabeça de muita gente, sem necessidade! Quando decide emagrecer, está a decidir ter uma alimentação equilibrada e adequada às suas necessidades pessoais, não deverá fazer dietas restritivas! O grande segredo para alcançar o peso e mantê-lo passa por educar os seus hábitos alimentares de forma a não "ter recaídas". A principal diferença entre as "dietas milagrosas" e a "reeducação de hábitos" passa por isso mesmo: enquanto a primeira o priva de alguns alimentos, a segunda permite-o comer de tudo um pouco mas nas quantidades certas. 

 

Por isso, não se preocupe. Se reeducar os seus hábitos alimentares, quando alcançar o seu objectivo ser-lhe-á fácil manter o peso pois já criou uma rotina que o permite ter uma alimentação saudável, sem dificuldades! Continue a fazer cinco a seis refeições diárias, beber cerca de 1,5L de água diariamente e a praticar pelo menos 30 minutos de exercício físico por dia... Verá que não existirão problemas!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

 

A pergunta que se coloca é: "Mas afinal qual das duas é mais saudável?"

E aqui temos uma grande discussão à cerca deste assunto, sendo que ambas têm vantagens e desvantagens. Para começar, quer a margarina quer a manteiga, apresentam valores calóricos de 600 a 700 kcal/100g  (aproximadamente 70 a 80% de gordura) - valores estes extremamente elevados. A grande diferença entre elas está no tipo de gordura, pois a margarina é composta por gordura vegetal (proveniente de óleos vegetais como o de soja ou amendoim), enquanto a manteiga é uma gordura de origem animal obtida através da nata do leite. 

Durante vários anos, as margarinas eram compostas por ácidos gordos trans (os piores ácidos gordos de todos), situação que tem vindo a ser melhorada e já existem margarinas sem ácidos gordos trans (os chamados cremes vegetais). Desta forma, a mateiga é uma gordura rica em ácidos gordos saturados e colesterol, enquanto a margarina é rica em gorduras insaturadas. 

Respondendo à questão inicial, em termos de saúde, a escolha de margarinas isentas de ácidos gordos trans poderá trazer benefícios, nomeadamente no que diz respeito ao controlo do mau colesterol. Mas atenção! Até as margarinas vegetais isentas de trans devem ser consumidas com moderação pois são extremamente calóricas e, de qualquer forma, não deixam de ser uma gordura.

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Ingredientes:

(4 taças)

  • 40g de chocolate magro
  • 6 colheres de sopa de leite magro
  • 1 colher de chá de gelatina em pó sem cor
  • 2 colheres de chá de adoçante
  • 2 claras

 

Modo de Preparação:

1. Num tacho em banho maria coloque o chocolate e duas colheres de leite.

2. De seguida, à parte, junte a gelatina e o resto do leite. Misture bem.

3. Junte o preparado anterior ao chocolate e mexa bem até derreter tudo.

4. Retire o preparado do lume e adicione o adoçante.

5. À parte, bata as claras em castelo. Depois junte-as ao chocolate delicadamente. 

6. Separe o preparado por tigelas individuais e leve ao frigorifico.

 

Sugestão: Coloque frutos vermelhos por cima das taças, ficam mais bonitas e saborosas.

 

Valor Energético/Taça: 50Kcal

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

"Bom, eu posso aproveitar as cascas de citrinos, mas com a casca de banana não dá para fazer nada..."

ERRADO!

 

Hoje deixo-lhe duas opções para aproveitamento das cascas de banana:

 

1. Doce de Casca de Banana

 

 - 5 cascas de banana lavadas

 - 3 c. sopa de açúcar

 

Cozinhe as cascas em água, até amolecerem. Desligue, escorra e deixe arrefecer. No liquidificador, passe as cascas de banana juntamente com o caldo da cozedura. Passe o liquido para um tacho através de um passador. Junte o açúcar e leve a lume brando até o doce se descolar do fundo do tacho.

 

2. Banana Panada

 

 - Cascas de banana lavadas

 - 1 ovo

 - Farinha integral

 - Mix de ervas aromáticas

 - Pimenta

 

Tempere as cascas das bananas com a pimenta e as ervas aromáticas. Passe as cascas pelo ovo batifo e, de seguida, pela farinha. Frite em azeite ou leve ao forno a 200oC.

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Alguma vez ouviu falar numa fruta exótica bastante benéfica para quem está a tentar perder peso?

Essa fruta chama-se pitaya, não se cultiva no nosso país e tem um sabor ácido-adocicado (tipicamente associado ao sabor do kiwi). Esta fruta, que começa agora a surgir em alguns hipermercados de Portugal, é extremamente baixa em calorias (tendo apenas 50kcal por 100g de fruta) e tem um elevado poder saciante. Para além disso, a pitaya é conhecida pelas suas propriedades termogénicas e pelo facto de conter aminoácidos que promovem a utilização dos açúcares e gorduras armazenados no nosso organismo para nos fornecer energia. Finalmente, a riqueza nutricional da pitaya não se fica por aqui, sendo que a mesma apresenta boas quantidades de vitamina C, cálcio, ferro, fósforo e potássio.

 

Resumindo, a pitaya:

- Inibir o apetite;

- Inibe a vontade subita por doces;

- Controla a diabetes tipo II;

- Evita doenças cardiovasculares;

- Activa o metabolismo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Barra de Cereais

10.04.14

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Cerca de 30% dos casos de cancro detectados são resultado de estilos de vida inadequados e alimentação pouco saudável, o que o diz é um estudo feito pela Direção Geral de Saúde!

Quando se fala de problemas de saúde o melhor mesmo é sempre a prevenção, sem dúvidas. Mas se já não for a tempo de prevenir e está a lutar contra o cancro, hoje deixo-lhe algumas sugestões para não sofrer tanto com os tratamentos!

 

Um dos principais efeitos do tratamento contra o cancro são as náuseas e os vómitos que levam à perda do apetite. E o que fazer para superar esta desordem? Em primeiro lugar, é importante que coma com calma (nada de pressas!) e que faça as suas refeições num ambiente acolhedor e saindo um pouco da rotina diária para se esquecer/distrair dos sintomas que sente. Por outro lado, aproveite para comer sempre que tiver fome, mesmo que sejam poucas quantidades, tenha sempre à mão alguma coisa para mordiscar quando a fome aparece!

 

Quando se tratam de dores na boca, gengivas e garganta o melhor mesmo será optar por alimentos fáceis de mastigar (batidos, bananas, puré de fruta, purés, gelatina, ovos mexidos, etc), devendo evitar alimentos que "irritem" a boca (citrinos, alimentos condimentados e salgados, alimentos àsperos e secos).

 

Caso sinta alterações no paladar e olfacto é aconselhável que cozinhe alimentos que tenham uma cor mais apelativa e um aroma melhor, sendo que poderá também priviligiar as ervas aromáticas na altura de fazer os seus cozinhados.

 

Para situações de secura da boca deve ter-se sempre por perto uma garrafa com água para que possa beber pequenos goles de tempos a tempos. Além disso, pode também chupar um rebuçado ou beber liquidos muito doces ou muito ácidos que aumentam a produção de saliva.

 

Finalmente, para combater as náuseas e vómitos poderá recorrer à ajuda de alguns alimentos, como:

  • Iogurtes
  • Arroz e Massa
  • Ovos
  • Bananas Maduras
  • Carnes Magras e Peixe

Deverá também eliminar e/ou reduzir alguns alimentos da sua alimentação diária:

  • Alimentos fritos e com gordura
  • Legumes crus
  • Condimentos fortes
  • Alimentos com cafeína

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

É daquelas pessoas que gosta de inovar e, simultaneamente, não gosta de desperdiçar alimentos?

"Mas o que se poderá fazer com as cascas dos citrinos?" perguntam vocês. Hoje deixo-vos duas sugestões:

 

1. Congele as Raspas! 

Sempre que comer um citrino (laranja, limão, lima, tangerinas, etc) aproveite a casca e raspe-a. Guarde as raspas dos mesmos no congelador devidamente acondicionadas e use-as quando necessitar para fazer massas de bolos ou até mesmo para um prato mais criativo.

 

2. Azeite Cítrico!

Depois de consumir um citrino pegue nas cascas e esmague-as num almofaris juntamente com um pouco de azeite (se quiser pode juntar ervas aromáticas como a hortelã, por exemplo). Junte mais um pouco de azeite quando estiver tudo bem esmagado e guarde num frasco durante um dia. Pode utilizar este azeite para dar um toque especial às saladas lá de casa.

 

E se, antigamente, as cascas das laranjas e limões lá de casa eram desperdiçados, agora já tem duas razões para não o fazer! 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

1. Comer Fruta À Refeição Engorda!

Mentira! Uma peça de Fruta tem as mesmas calorias quando é ingerida nas refeições ou fora delas, por isso comer uma peça de fruta à refeição "engorda" tanto quanto comer uma peça de fruta entre as refeições!

 

2. Os Alimentos Integrais Não Engordam!

Mentira! Optar por consumir alimentos integrais deve-se essencialmente ao facto destes terem mais fibra o que favorece o trânsito intestinal, controla os níveis de glicémia e provoca uma maior sensação de saciedade. Contudo, a diferença calórica entre os alimentos integrais e os alimentos não integrais não é significativa, logo os alimentos integrais engordam tanto quanto os outros. O que ocorre aquando da ingestão de alimentos integrais é que acabamos por comer menos quantidades do alimento (devido à fibra) e, dessa forma, não ingerimos tantas calorias.

 

3. Não Jantar Emagrece!

Mentira! O facto de se saltar a refeição do jantar não significa que isso nos ajude a perder peso pois, ao fazê-lo, iremos estar mais horas em jejum e iremos ter tendência em fazer "assaltos ao frigorífico" durante a noite, fazendo alguns erros alimentares.

 

4. Os Produtos Light Não Engordam!

Mentira! Um produto light é um produto que tem menos gordura do que o original, mas isso não significa que possamos consumir maiores quantidades desses produtos pois estes não são isentos de calorias nem gorduras. 

 

5. O Azeite Não Engorda!

Mentira! O facto de o azeite ser considerado uma gordura saudável deve-se às grandes quantidades de antioxidantes que este tem na sua composição que são benéficas para o sistema cardiovascular. Mas atenção! O azeite, apesar de ser preferível, deve ser consumido com moderação pois uma colher de sopa (aproximadamente 10g) contém 90kcal.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Marcação de Consultas e/ou Esclarecimento de Dúvidas

diana.educacaoalimentar@gmail.com