Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




 

Actualmente, são cada vez mais as pessoas que fzem a sua própria horta biológica na varanda ou no jardim, sendo que algumas vezes não conseguem consumir a totalidade dos legumes porque estes se estragam... Por outro lado, pessoas que vivam sozinhas, e mesmo não tendo hortas em casa, têm alguma dificuldade em consumir alguns legumes antes destes murcharem. 

 

O que fazer nesta situação? Branqueamento e Congelação!

 

Se sabe que os legumes que tem em casa se vão estragar antes de os consumir na totalidade, recorra à técnica do congelamento para garantir uma diminuição do desperdício. Basta fazer os seguintes passos:

1. Só se congela os legumes frescos, não se aplica àqueles que já estão a murchar;

2. Lave muito bem os legumes e arranje-os como se os fosse cozinhar;

3. Depois de lavados faça o branqueamento: coloque os legumes num recipiente com água a ferver por cerca de 3 minutos (faça pequenas quantidades de cada vez - cerca de 500g);

4. De seguida, arrefeça imediatamente os legumes, colocando-os em água fria corrente;

5. Escorra os legumes e seque-os com papel absrovente que não largue pelos;

6. Em sacos de plástico ou em caixas de plástico coloque os legumes de acordo com as doses que irão ser consumidas. Junte o nome do legume e a data da congelação.

7. Coloque na arca congeladora que deverá apresentar temperaturas iguais ou superiores a 18oC.

 

Esta técnica permite que sejam conservadas propriedades essênciais dos alimentos, como o sabor, a cor, o aroma e o valor nutricional. Sempre que for consumir estes legumes não precisa de os descongelar previamente, deverá apenas colocá-los directamente no recipiente onde serão cozinhados.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

 

O seu filho pede-lhe constantemente aqueles iogurtes infantis que passam na televisão? Tem por hábito dar ao seu filho iogurtes para crianças?

 

Aqui está uma preocupante realidade! Somos todos os dias tentados a comprar iogurtes infantis para os mais pequenos porque, de acordo com aquilo que nos é dito, têm uma série de nutrientes que os ajudam a crescer mais fortes e saudáveis... Mas a realidade é bem diferente! Os iogurtes infantis contém elevadas percentagens de açúcares e gorduras, para além de serem compostos por vários corantes, conservantes e aromatizantes. Assim sendo, tendo em conta que as crianças podem começar a comer iogurtes por volta dos 6 meses, deve-se ter em conta que os intestinos dos mesmos ainda não estão preparados para receber estas substâncias, podendo o consumo destes iogurtes provocar cólicas abdominais e disfunções intestinais. 

Por outro lado, as crianças não devem ser habituadas a consumir alimentos muito doces, pois caso isso aconteça irão consumir mais açúcares na sua futura vida adulta, o que lhes poderá trazer vários problemas de saúde!

 

Desta forma, deve dar ao seu filho iogurtes naturais não açucarados. Estes iogurtes são bem mais equilibrados do ponto de vista nutricional, proporcionando aos mais pequenos uma vida mais saudável no futuro. Acredite, os iogurtes infantis não tornam o seu filho mais forte, bem pelo contrário!

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Ingredientes:

- 10 morangos picados

- 3 c. sopa de farinha integral ou farinha de aveia

- 1 c. sopa de manteiga magra sem sal

- 1 c. sopa de açúcar mascavado

- 1 mão de frutos secos bem picados (a amêndoa liga muito bem com o morango)

- Sumo de meio limão

 

Modo de Preparação:

1. Forrar o fundo do tabuleiro com os morangos e regá-los com o sumo do limão. Reservar.

2. À parte misturar os restantes ingredientes até obter uma massa relativamente homogénea (se achar que está muito grossa pode juntar 1 chávena de chá de leite magro).

3. Colocar a massa por cima das camadas de morangos e levar ao forno cerca de 20 minutos a 150oC.

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

O Chocolate Melhora o Humor? VERDADE

 

O chocolate é um alimento constituído por substâncias que favorecem a produção de serotonina (hormona responsável pela sensação de bem-estar). 

 

O Chocolate Provoca Acne? MITO

 

Não existem estudos que comprovem esta relação, o que acontece é que algumas variedades de chocolate são mais ricas em gorduras o que faz que quem o consome em excesso tenha uma pele mais oleosa que contribui para a obstrução dos poros e consequente surgimento do acne. 

 

O Chocolate Ajuda na Concentração? VERDADE

 

O chocolate é conhecido por nos fornecer energia e por possuir substâncias que estimulam a actividade cerebral.

 

O Chocolate Engorda? MITO

 

Nenhum alimento consumido nas quantidades certas engorda, por isso, deve consumir apenas até dois quadradinhos de chocolate diariamente e dar preferência ao chocolate preto.

 

O Chocolate Preto Previne Problemas Cardiovasculares? VERDADE

 

Vários estudos comprovam que os antioxidantes existentes no chocolate negro contribuem para a diminuição do risco de doenças cardiovasculares.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

 

Ao longo do tempo, tem vindo a ser crescente a importância que se dá ao papel da água na nossa vida, principalmente na nossa saúde, uma vez que a água é um elemento essencial à vida. Mas será que todas as águas nos trazem os mesmos benefícios? Na realidade não. 

Já alguma vez olhou bem para o rótulo da água engarrafada que bebe? E já o comparou com outras águas?

Pois é, a verdade é que muito pouca gente sabe que se deve ter muita atenção ao pH da água engarrafada que ingerimos pois este pode influenciar fortemente a nossa saúde!

Como foi mencionado anteriormente aqui, alimentos com pH mais ácido provocam uma acidificação do nosso sangue (cujo pH habitual se encontra situado entre os 7,35 e os 7,45), que poderá trazer problemas graves de saúde, nomeadamente dificuldade de excreção nos rins, retenção de liquídos e aumento da deposição de gordura. 

Tendo em conta todos estes factores, fiz uma análise ao pH de várias marcas de águas engarrafadas, umas nacionais e outras importadas, chegando aos seguintes resultados:

  • Vitalis: pH=4,7
  • Caldas de Penacova: pH=5,3
  • Vimeiro: pH=5,88
  • Pingo Doce: pH=5,9
  • Luso: pH=5,91
  • Fonte da Fraga: pH=6,03
  • Amanhecer: pH=6,33
  • Aguarela do Mundo de São Martinho: pH=6,42
  • Auchan: pH=6,42
  • São Silvestre: pH=7,13
  • Evian: pH=7,2
  • Jana: pH=7,54

Resta-me apenas sugerir, mais uma vez, que tenha em atenção os rótulos e que faça comparações... Na hora de comprar água engarrafada tente sempre escolher a que tiver o pH mais próximo do pH do sangue para que consiga garantir o bem-estar do seu organismo. 

E não se esqueça: é importante beber diariamente, no mínimo, 1,5L de água!

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Vários estudos feitos recentemente confirmam que as pessoas que sofrem de perturbações do sono têm maior tendência a engordar, uma vez que quem dorme menos de cinco horas por noite sente mais fome e ingere maiores quantidades de alimentos. Geralmente, quem se vê privado das horas de sono tem mais tendência a comer alimentos salgados, doces e fritos, ou seja, comete mais excessos alimentares que irão contribuir para um ganho significativo de massa gorda.

A diminuição do tempo de sono ou a falta de qualidade do mesmo leva a uma modificação hormonal caracterizada pelo aumento da Grelina (hormona que estimula o apetite) e pela diminuição da Leptina (hormona que envia mensagens ao cérebro dizendo que a pessoa está saciada). Desta forma, este descontrolo hormonal leva muitas vezes ao aparecimento da obesidade. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

 

Ter uma alimentação adequada e saudável é uma forma fácil de garantir melhorias a nível do nosso humor, por isso (e como hoje é o Dia Mundial da Alegria) deixo-lhe uma lista de alimentos que o fazem sentir-se mais feliz, ou seja, alimentos que contém substâncias que aumentam a produção de serotonina (a hormona que contola o nosso humor):

  • Cereais com Leite e Nozes;
  • Mirtilos e Morangos;
  • Chás;
  • Salmão;
  • Chocolate;
  • Maçã;
  • Algas.

Para além dos alimentos específicos, é importante que tenha em consideração aspectos como o facto de nunca saltar o pequeno-almoço, comer tranquilamente e fazer lanches entre as refeições principais que incluam pelo menos uma peça de fruta. Vários estudos realizados comprovam que pessoas que consomem diariamente uma grande variedade de legumes e fruta são mais felizes. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

 

Cada vez mais se houve falar nas dietas detox, muitas são as pessoas que as adoptam para perder quilos rapidamente e estar "em linha" quando o Verão chegar... Mas será que se deve fazer uma alimentação composta exclusivamente por estes sumos (sem comer alimentos sólidos)? Ou será que se deve ter uma alimentação variada e completa aliada aos sumos detox?

Na minha opinião: sumos detox sim, exclusivamente sumos detox não.

Como o próprio nome indica, os sumos detox são sumos que nos ajudam a desintoxicar o organismo, ou seja, ajudam a eliminar as toxinas existentes no nosso organismo e evitam que novas toxinas se depositem. Contudo, um sumo detox faz muito mais do que isso! Os sumos detox ajudam a melhorar o humor, fornecem energia, contribuem para aumentar a concentração e memória, controlam o apetite, contribuem para o bom funcionamento instestinal, eliminam o inchaço, atenua os sintomas de TPM e fortalecem o sistema imunitário.

 

Quando beber sumos detox?

Podemos beber sumos detox diariamente, mas sempre aliados a uma alimentação variada e equilibrada, bem como com exercício físico. Os sumos detox quando ingeridos em jejum fazem com que o nosso organismo absorva mais nutrientes, mas podem ser bebidos a qualquer altura do dia... Nos lanches, antes dos treinos ou depois dos treinos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Um dos principais problemas de más escolhas alimentares é o facto das pessoas ainda não saberem como interpretar os rótulos dos produtos que compram. Por outro lado, as pessoas que analisam rótulos alimentares ficam muitas vezes apenas singidas ao valor calórico do produto, não dando atenção a outros promenores. A minha sugestão passa por chamar a atenção aquilo que se deve ter em conta e, acima de tudo, pedir para que perca um pouco do seu tempo a analisar os rótulos e decidir qual dos produtos é mais saudáveis!

 

Porção: quantidade média recomendada para consumir do alimento para que se tenha uma alimentação equilibrada e saudável.

 

% VD: percentagem que o produto tem de energia e nutrientes para um gasto energético médio diário de 2000Kcal.

 

Valor Energético: quantidade de calorias do produto (por vezes, também aparece em KJ) 1Kcal=4,2KJ

 

Glúcidos: componentes alimentares que fornecem energia ao nosso organismo e, quando este não os elimina totalmente, são armazenadas sob a forma de gordura.

 

Proteínas: componentes alimentares que actuam na construção e manutenção de tecidos do nosso organismo.

 

Gorduras Totais: componente que merece muita atenção pois indica-nos o valor de todas as gorduras existentes no produto, sejam as de origem vegetal como as de origem animal. O seu consumo excessivo contribui para o aumento de peso.

 

Gorduras Saturadas: gorduras que contribuem para problemas cardiovasculares.

 

Gorduras Trans: gorduras que devem ser evitadas pois também prejudicam o bom funcionamento do coração.

 

Fibra Alimentar: nutrientes fundamentais para o bom funcionamento do nosso organismo, pois ajudam a controlar os valores de açúcar no sangue, são benéficas para o colesterol, fornecem uma maior sensação de saciedade e promovem o bom funcionamento do trânsito intestinal. 

 

Sódio: presente no sal, o sódio em excesso é prejudicial à nossa saúde, provocando hipertensão. O consumo de sódio deve ser reduzido.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

 

O seu programa ideal para os serões é estar no sofá, a ver um bom filme e a comer pipocas? Não desespere! Não é, de todo, assim tão mau!

Um estudo americano comprovou recentemente que comer pipocas regularmente pode trazer benefícios à nossa saúde, uma vez que as pipocas são ricas em antioxidantes e fibras. Desta forma, a constituição nutricional da pipoca contribui para o combate de doenças cardiovasculares, previne o envelhecimento e ajuda a prevenir vários tipos de cancro. 

MAS ATENÇÃO! Apesar da pipoca ser um alimento saudável, há que saber como fazê-la, pois a manteiga ou o óleo utilizados para preparar pipocas são os grandes vilões para quem quer "manter a linha"! Em primeiro lugar, deve ser evitado o consumo de pipocas compradas já feitas ou das pipocas do cinema, pois estas encontram-se cheias de caramelo, corantes e outros temperos. São de evitar também as embalagens de milho que se colocam no micro-ondas (as pipocas podem ser feitas no micro-ondas, mas apenas se comprar o milho e o fizer normalmente numa tigela dentro do micro-ondas) pois essas embalagens têm mais gordrua.

 

PIPOCA SAUDÁVEL:

  • 1/2 de chávena de milho;
  • 1/4 de chávena de água;
  • Sal ou Açúcar q.b.

Num recipiente próprio para ir ao micro-ondas, coloque todos os ingredientes e misture-os bem. Cubra com papel filme e leve ao micro-ondas, na potência máxima, cerca de 10minutos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Marcação de Consultas e/ou Esclarecimento de Dúvidas

diana.educacaoalimentar@gmail.com