Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Sim, sem dúvida!

A enxaqueca é um problema crónico que pode durar vários dias seguidos e que surge associado ao stress, insónias, variações hormonais, estados de ansiedade e... MÁ ALIMENTAÇÃO! Desta forma, é importante levar um estilo de vida mais calmo e, ao mesmo tempo, adoptar hábitos alimentares mais saudáveis. Existem certos nutrientes que têm um papel fundamental no combate a enxaquecas: selénio, magnésio e óega 3. Assim sendo, deve consumir alimentos como:

  • A maçã, o gengibre, a cenoura e o kiwi (que são extremamente antioxidantes e evitam estados inflamatórios);
  • O pão integral, os peixes, as carnes magras, os iogurtes, a noz e as verduras (que proporcionam uma maior sensação de bem estar);
  • Castanha do pára e amêndoa (ricas em selénio diminuem a intensidade das enxaquecas);
  • Aveia, sementes e tomate (ricas em magnésio).

Por outro lado, há que saber que alimentos evitar:

  • Molhos;
  • Salgados;
  • Sopas prontas;
  • Produtos fumados;
  • Refrigerantes;
  • Amendoim.

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Ao longo dos últimos tempos, a Quinoa tem vindo a ganhar cada vez mais peso na nossa alimentação, sendo o seu consumo aconselhável essencialmente devido à sua riqueza nutricional. A Quinoa ficou famosa mundialmente por ser um ingrediente muito utilizado pelo conceituado Jamie Oliver e, o ano passado, foi considerada pela FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura) como o ano Internacional da Quinoa pelo seu papel contra a erradicação da fome e da pobreza. 

Esta semente tem um sabor muito suave, podendo adaptar-se a vários tipos de pratos. A Quinoa é rica em aminoássidos essenciais, fibra, fósforo, cobre, zinco, vitaminas A, E, C, B1 e B6. Desta forma, o consumo da quinoa é um óptimo aliado para quem quer perder peso uma vez que esta provoca uma grande sensação de saciedade. Pode ainda ser um bom aliado no controlo da tensão arterial e na manutenção do sistema nervoso. 

Para além disso, a quinoa já se encontra facilmente à venda, seja sob a forma de cereal, farinha ou grãos. Assim sendo, pode ser consumida ao pequeno-almoço como cereal, acompanhada de leite ou iogurte; pode ainda estar incluida nas refeições principais a acompanhar pratos de carne ou peixe; ou pode estar presente em saladas. A quinoa deve sempre ser cozida antes de consumida, à semelhança do arroz.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sumo Rosa

23.02.14

 

Ingredientes:

(1 copo grande)

  • 1 Beterraba fatiada crua
  • 1/2 Iogurte magro
  • 100ml de àgua gelada

 

Modo de Preparação:

1. Junte todos os ingredientes no liquidificador e beba imediatamente. Este sumo deve ser ingerido cerca de uma hora antes de treinar, pois dá energia ao nosso organismo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

 

Já falámos da intolerância à lactose, por isso hoje vamos falar da alergia ao leite!
Sabe a diferença entre intolerância à lactose e alergia ao leite?
Na verdade, estes dois conceitos são muitas vezes confundidos e utilizados de forma errada. Assim sendo, ao contrário da intolerância à lactose, a alergia ao leite (mais conhecida como alergia às proteínas do leite de vaca) consiste numa rejeição do organismo às proteínas existentes no leite.
Geralmente, a alergia às proteínas do leite de vaca é mais comum na infância pois é a altura em que o organismo está mais imaturo e, consequentemente, é mais sensível aos antigénios alimentares. 

Assim sendo, os principais sintomas da alergia ao aleite são:
- Diarreia;
- Prisão de Ventre;
- Cólicas;
- Refluxo;
- Vómito;
- Urticária e Vermelhidão na Pele.

Aquando de uma alergia ao leite, é importante ter em atenção tudo aquilo que se come e não apenas os produtos lácteos, sendo necessário a restrição de quaisquer produtos que sejam confeccionados com leite. Desta forma, não se pode ingerir leite de vaca e derivados, bolachas, biscoitos, sobremesas, gelados, molhos, chocolates, manteigas e natas que sejam feitas com leite.
ATENÇÃO! Os leites e derivados sem lactose também não podem ser ingeridos por pessoas alérgicas à proteína do leite! Deve-se optar por produtos à base de soja. 
Com o crescimento, geralmente, esta alergia passa, não sendo necessariamente obrigatório que uma criança que tenha sido alérgica ao leite nos primeiros anos de vida venha mais tarde a ser intolerante à lactose!

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

A intolerância à lactose é um distúrbio alimentar que se caracteriza essencialmente pela dificuldade total ou parcial da digestão da lactose (um açúcar existente no leite). Esta intolerância pode surgir em qualquer idade e tem como principais sintomas:
- Diarreia;
- Gases;
- Cólicas;
- Náuseas.

 

Mas, atenção, intolerância à lactose não é o mesmo que alergia à lactose!

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Será que aquelas pessoas que decidem adoptar uma alimentação saudável e adequada às suas necessidades individuais apenas está autorizada a comer cozidos e grelhados? NADA MAIS ERRADO!

O grande problema de cozinhar é o facto de, muitas vezes, os nossos pratos preferidos serem exageradamente ricos em gordura. Mas será isso razão que chegue para proibir alguém de comer refogados, por exemplo? Não. O mais importante é ensinar as pessoas a cozinhar os seus pratos preferidos de uma maneira mais saudável, para que ter uma alimentação equilibrada seja mais fácil! Por isso, aqui ficam algumas dicas:

  1. É importante guardar pratos que não dão para fazer doutra maneira senão fritos (ex.: batatas fritas) para as chamadas ocasiões especiais;
  2. Deve-se retirar SEMPRE todas as gorduras visiveis, assim como a pele das carnes e dos peixes;
  3. Nos gratinados pode sempre optar por utilizar as versões magras;
  4. Se for fazer um refogado deve utilizar o dobro da cebola e fritá-la numa pequena quantidade de gordura misturada com água (vai sempre adicionando água e acrescenta polpa de tomate para dar cor ao seu refogado);
  5. Quando assar algo no forno, opte por fazer uma marinada 24horas antes de ser confeccionado;
  6. Nas saladas deve substituir os molhos mais gordos por molhos mais magros, como o azeite, o limão e o vinagre;
  7. Optar por usar frigideiras e tachos anti-aderentes que não precisam de tanta gordura para cozinhar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

O chocolate é, por excelência, uma das maiores referências das celebrações do dia dos namorados, essencialmente por ser um afrodisíaco natural e porque (digamos de passagem) é sempre uma hipótese segura para os homens fazerem boa figura perante a sua cara metade!

Se hoje for dia de se deliciar com chocolte, já sabe... Prefira o chocolate preto ou amargo porque tem propriedades benéficas para o nosso organismo, desde que seja consumido com moderação. Deixo-lhe hoje 5 razões para comemorar o dia dos namorados com chocolate:

  1. Fonte de Bem-Estar: estudos comprovam que o chocolate aumenta a produção de algumas substâncias que provocam o relaxamento do nosso corpo;
  2. Saúde do Coração: está mais do que comprovado cientificamente que o chocolate preto inibe a produção de uma enzima que provoca o aumento da pressão arterial, ao mesmo tempo que é rico em antioxidantes;
  3. Saúde Cerebral: ciêntistas americanos descobriram recentemente que o chocolate preto protege as células nervosas, contribuindo para a redução de danos cerebrais;
  4. Ajuda a Gravidez: o consumo de chocolate preto durante a gravidez ajuda a controlar a hipertensão arterial, evitanto casos de hipertensão arterial;
  5. Beleza: para além de consumido, o chocolate pode também estar presente nos cosméticos (e similares) lá de casa pois é bastante hidratante e evita a oxidação das células.

Não se esqueça que o consumo adequado de chocolate preto por dia são dois quadradinhos pois todos os alimentos consumidos de forma exagerada deixam de ser benéficos!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Sabia que nem sempre quando sente fome, o seu organismo tem de facto fome? Pois é, esta realidade pode parecer um pouco controversa mas a verdade é que existem dois tipos de fome: a fome fisiológica (fome real) e a fome psicológica (fome influenciada por emoções). Mas, pergunta você, como é que nós conseguimos perceber de que fome se trata?

De facto, estes dois tipos de fome são muito antagónicos. Geralmente quando estamos realmente com fome, ou seja, quando a nossa fome fisiológica dá "o ar da sua graça" sentimos o estômago a roncar, sendo que é uma fome que surge gradualmente (geralmente passadas 3 horas desde a última refeição), pode ser silenciada com a ingestão de água ou depois de fazer uma refeição. Por outro lado, a fome psicológica é uma fome que surge de forma repentina, sendo caracterizada pelo desejo incassável por determinada comida (ex.: chocolate). A fome psicológica mantém-se mesmo aquando da ingestão de água ou de uma refeição normal, podendo aumentar com o stress (ao contrário da fome real). A fome psicológica está, muitas vezes, associada a transtornos alimentares como a obesidade ou a bulimia, situações nas quais as pessoas se culpabilizam imediatamente após a ingestão desse alimento.

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

É sabido que o limão é um óptimoa aliado na hora da desintoxicação do nosso organismo, mas porquê? Será só esse o benefício do consumo de limão? 

A resposta é NÃO! O limão é rico em vitamina C, ácido cítrico e flavonóides que contribuem positivamente para a circulação sangueínea, eliminam gorduras e protegem contra a arterioesclerose. Por outro lado, este fruto  tem propriedades anti-inflamatórias, antialérgicas e hipotensoras, sendo utilizado desde sempre no combate a gripes, constipações, amigdalites e faringites. A acção desintoxicadora do limão ajuda a eliminar a sedimentação de ácido úrico e previne a formação de cálculos renais. 

Além disso, se tem um limoeiro pode ainda utilizar as folhas desta árvore para fazer infusões que ajudam a tratar nervosismo, insónias, enxaquecas, palpitações e asma devido ao óleo extraído das mesmas que tem propriedades anti-infecciosas. 

 

INFUSÃO DE FOLHAS DE LIMOEIRO:

- 20g de folhas

- 1 litro de água

 

Deita-se as folhas em água até ferver. Deixa-se repousar e filtra-se. Tome 4 chávenas por dia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Marcação de Consultas e/ou Esclarecimento de Dúvidas

diana.educacaoalimentar@gmail.com