Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



É sabido que as ervas aromáticas são uma mais valia na nossa cozinha e um excelente aliado quando se quer reduzir a quantidade de sal adicionada aos nossos cozinhados, mas será que são só esses os seus benefícios?

Não!

O tomilho é uma das ervas aromáticas mais conhecidas entre nós, mas mesmo assim poucos sabem onde a utilizar e quais a sua mais valia. Esta erva tem características expectorantes que a fazem ser uma boa aliada no combate a gripes, bronquites, pneumonia e asma; sendo que também são conhecidos os seus benefícios para aliviar sintomas de flatulência, sensação de enfartamento, acne e inchaço.

Mas onde é que se pode consumir tomilho?

O sabor do tomilho liga muito bem com carnes e massas, mas esta erva pode também ser utilizada para fazer infusões.

Infusão:

- 2 c. sopa de tomilho picado;

- 250ml de água.

Deixa-se o tomilho ferver ao lume e, de seguida, desliga-se. É aconselhável deixar esta infusão repousar cerca de 10min antes de coar as folhas de tomilho. Não beba mais do que 1 chávena desta infusão por dia. Desaconselhado a grávidas e crianças com menos de 6 anos, assim como a pessoas com problemas cardiacos. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Ingredientes:

  • 1 Iogurte Natural Magro
  • 1 Colher de Sopa de Hortelã Picada
  • 1 Colher de Sobremesa de Cebolinho Picado
  • 1 Colher de Sopa de Salsa Picada
  • 1 Colher de Sopa de Sumo de Limão
  • 2 Colheres de Sopa de Azeite
  • Sal e Pimenta q.b.

 

Modo de Preparação:

1. Misturar todos os ingredientes e servir.

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

A melancia é uma fruta típica do tempo quente e uma óptima aliada para as pessoas que a consomem! Muito rica do ponto de vista nutricional, são de destacar as suas características hidratantes uma vez que é composta por 90% de água. Por outro lado, a melancia é uma fruta com poucas calorias (cerca de 24Kcal por 100g) e um grande poder saciante, o que torna o seu consumo benéfico para quem quer perder peso. O facto de ser também rica em antioxidantes faz com que esta fruta nos proteja contra os radicais livres, prevenindo a ocorrência de vários cancros como o da próstata. Para além disso, a melancia é um diurético natural que evita a retenção de liquidos e ajuda a limpar as toxinas presentes no nosso organismo.

Mas existem outras características mais especificas nesta fruta do tempo quente! No que diz respeito aos homens, a melancia pode ser uma excelente aliada se estes consumirem as suas sementes, uma vez que as mesmas ajudam a prevenir a disfunção erétil e a garantir uma melhor saúde da próstata. Para consumir as sementes de melância pode sempre coloca-las em sumos ou batidos de melância, onde as sementes são trituradas. 

Assim sendo, este ano não se esqueça de incluir a melancia na sua alimentação nos dias quentes!

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Parece que os dias quentes vieram para ficar, por isso é importante ter ainda mais cuidados com a sua alimentação!

 

1. Aumente o consumo de água e infusões sem açúcar para 2L/dia - Com o calor perdemos mais água e minerais através do suor, razão pela qual se deve aumentar a hidratação do nosso corpo para compensar.

 

2. Evite refeições mais pesadas e gordurosas - O calor faz com que o nosso metabolismo basal diminua e consequentemente se gaste menos energia, razão pela qual também devemos ingerir menor quantidade calórica.

 

3. Use e Abuse de Legumes Frescos - As saladas são muito benéficas para a nossa saúde, pois para além de serem baixos em calorias, os legumes frescos têm uma maior riqueza nutricional do que os cozinhados.

 

4. Prefira os Sorvetes de Fruta - E porque não experimentar os antigos gelados de gelo e fruta?! Ajudam a hidratar e são menos calóricos!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

 

Hoje é noite de S.António, ou seja, noite de sardinha assada a pingar o pão e caldo verde, sempre acompanhados pela cerveja. Nestas épocas festivas não se pensa em hábitos alimentares saudáveis mas o que é facto é que a Rainha dos Santos Populares é um peixe com uma riqueza nutricional inigualável.

A sardinha, tão tipicamente portuguesa, apresenta elevados valores de ómega-3, um ácido gordo essencial que contribui positivamente para a prevenção de doenças cardiovasculares, diminuição do risco de desenvolver doenças como a Parkison ou Alzheimer, previne a arterosclerose e ajuda a controlar a pressão arterial.

Por isso, hoje à noite quando comer sardinha vai ter mais motivos para celebrar!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Vitamina C

05.06.14

 

 

A Vitamina C é um nutriente essencial para o bom funcionamento do nosso organismo, nomeadamente no que diz respeito ao fortalecimento do nosso sistema imunitário, regulação do metabolismo e formação de tecidos. Contudo, é importante ter consciência que a Vitamina C em excesso pode ter consequências nefastas como, por exemplo, contribuindo para distúrbios intestinais, anemia e aumento da fragilidade perante problemas de saúde como gripes, bronquites e pneumonias. 

Mais uma vez volto a relembrar que uma alimentação saudável se baseia não só na quantidade de calorias ingeridas como também na quantidade de nutrientes, sendo por isso importante respeitar as doses diárias recomendadas. Não se esqueça que até o melhor alimento se pode tornar nefasto para a nossa saúde quando consumido em excesso!

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

A beterraba é um dos vegetais mais conceituados actualmente devido à sua grande riqueza nutricional, mas será que toda a gente conhece o potencial deste alimento?

Na verdade, a beterraba apresenta-se como uma boa fonte de vitaminas A, K, C, E e vitaminas do complexo B, ao mesmo tempo que é rica em ferro, cálcio, potássio, magnésio, cobre a manganês. Contudo, a sua principal características deve-se ao facto da beterraba ser dos legumes que apresentam maior potencial antioxidante (por ser constituída por licopena e caratonóides, entre outras substâncias antioxidantes).

Assim sendo, o consumo de beterraba está associado à diminuição/prevenção de problemas cardiovasculares e alguns tipos de cancro (da pele, dos pulmões e do fígado), fortalecimento do sistema imunológico, estimulação do bom funcionamento do sistema nervoso, prevenção/tratamento de anemias e auxilio no processo digestivo. Por outro lado, a beterraba é muito aconselhada aquando da prática de exercício físico pois esta ajuda a controlar as contrações muscular, sendo que sempre que é consumida após o treino ajuda a recuparação dos músculos através da reposição dos níveis de potássio no sangue. 

A beterraba pode ser consumida crua (em saladas ou batidos) ou cozinhada (sempre que cozinhar a beterraba deixe-a levar a pele para evitar que a cor avermelhada da mesma se espalhe por toda a panela).

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

A Ortorexia é uma perturbação do comportamento alimentar que leva as pessoas a desenvolver uma constante preocupação relativamente à pureza dos alimentos que ingere. Assim sendo, se inicialmente as pessoas apresentam apenas alguma restrição alimentar, com o passar do tempo essa restrição começa a ser elevada contribuindo para grandes carências nutricionais.

Geralmente, as pessoas que sofrem de ortorexia apresentam sinais como o facto de se preocuparem em comer apenas alimentos saudáveis, culpabilizando-se cada vez que "fogem" desse regime, lêem com máxima atenção os ingredientes de todos os alimentos e querem constantemente perder peso.

Apesar de ser uma perturbação do comportamento alimentar conhecida recentemente, sabe-se que a ortorexia provoca graves estados de euforia e ansiedade, tal como outros problemas de saúde mais graves relacionados com a grande restrição nutricional.

 

Relembro que perder peso é possível de forma equilibrada e comendo de tudo um pouco nas quantidades adequadas, basta ReEducar os seus hábitos. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Até agora tenho dado algumas dicas contra o desperdícios daquelas frutas cuja nossa imaginação tem maior dificuldade em aproveitar de forma útil. Por isso, hoje trago-vos uma sugestão para o aproveitamento total dos vegetais que utiliza nas suas sopas ou refogados!

 

1. Caldo de Legumes

Junte todas as cascas dos legumes que utiliza em vários pratos num tacho com água e deixe ferver. Quando o caldo tiver um aroma intenso e cor amarelada, desligue o fogão e deixe repousar. Retire as cacas e filtre o caldo para dentro de covetes de gelo. Leve ao congelador e utilize para dar mais sabor (de forma mais saudável) aos seus cozinhados. (Diga não aos caldos de compra cheios de sal e produtos químicos!)

 

2. Chá de Casca de Cebola

Porque não utilizar a casca da cebola que utilizou ao jantar para fazer um chá de casca de cebola? Lave bem a casca da cebola e deixe-a ferver em água. O chá de casca de cebola é bom para problemas de gargante, nomeadamente rouquidão, dores de garganta ou mesmo quando se fica totalmente afónico.

 

3. Crocantes de Batata

Lave bem as cascas. Disponha a casca de batata cortada em pequenos pedaços num tabuleiro com papel vegetal. Tempere-as com óregãos, pimenta e pouco sal. Sirva como entrada do seu almoço ou jantar e verá como toda a gente vai gostar!

 

Junte o útil ao agradável e desfrute o mais que poder dos vegetais que utiliza no seu dia-a-dia. Não se esqueça que existem muitas pessoas no Mundo que não fazem sequer uma refeição por dia. Não desperdíce!

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Gostava de perder peso sem recorrer a produtos quimícos que prejudicam a saúde e, muitas vezes, volta a recuperar o peso que tinha e mais uns quilinhos extra?!

Só existe uma maneira de conseguir perder peso de forma saudável e equilibrada: aliando a prática moderada de actividade física a uma alimentação saudável. A força de vontade e determinação é o principal factor para quem quer, de facto, emagrecer. Mas atenção! Volto a relembrar que tanto a actividade física como a alimentação devem ser adequadas à pessoa que a pratica, não podendo fazer aquilo que a sua amiga faz, "só porque com ela resultou".

 

Do que está à espera?! Coragem!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


Mais sobre mim

foto do autor


Marcação de Consultas e/ou Esclarecimento de Dúvidas

diana.educacaoalimentar@gmail.com